Banner Mamae

5 Dicas Para Uma Barriga Fantástica no Pós-Parto

O corpo todo modifica-se depois duma gravidez, mas a barriga é sem dúvida a que mais se altera.

É perfeitamente normal entrar na maternidade com 9 meses e sair de lá com o bebé nos braços mas ainda parecer grávida de 6.

O útero demora a voltar ao tamanho normal e o corpo demora a recuperar. Há quem diga que demora pelo menos outros 9 meses.

Mas sim é perfeitamente psosível voltar a ter uma barriga lisinha e firme depois duma gravidez, com alguns cuidados sem necessariamente ter de usar uma cinta pós parto.

Claro que fazer exercício e ter cuidado com a alimentação antes e durante a gravidez ajuda na recuperação mais rápida e eficiente da barriga, mas mesmo que não tenha sido esse o caso, nem tudo está perdido.



Veja em seguida as 5 dicas que damos para uma barriga fantástica no pós-parto:



1. Cuidado com a alimentação

Mais importante ainda do que fazer exercício, é aquilo que comemos.

Se quer recuperar a barriga, terá de ter bastante cuidado com o que come na fase pós-parto.

Atenção que não estamos a aconselhar fazer dieta para emagrecer mas sim comer de forma saudável. Aliás, quando se come de forma saudável e se tem uma vida ativa, nem necessita de dietas para emagrecer, pois o corpo irá naturalmente chegar ao peso normal.

Ingira mais alimentos tais como: frutos secos, iogurtes, fruta, pratos com legumes, chá verde, saladas e sopas. Tudo alimentos naturais e saudáveis.

E sim, deverá evitar doces e alimentos com muita gordura, e consumir pouca massa e arroz. O objetivo é diminuir as células de gordura na barriga.

Uma forma também de estimular o metabolismo nesta fase é comer mais refeições diárias mas menos quantidade de cada vez.


2. Movimente-se

Nem sempre é possível fazer logo exercício depois do parto (principalmente depois duma cesariana), e nem é possível fazer abdominais, mas isso não quer dizer que não possa ser ativa.

Uma simples caminhada diária pode ser o suficiente para queimar calorias e fazer os músculos abdominais trabalharem. E ainda um excelente motivo para passear com o seu bebé!

Assim que tenha sinal verde do médico e se sinta bem, poderá então investir em musculação e cardio.

Aconselhamos vivamente a musculação pois ao ganhar músculo vai queimar mais calorias mesmo em repouso e vai ficar com a barriga firme mais depressa.


3. Invista num bom creme

Cremes sozinhos não fazem milagres para perder barriga, mas são uma excelente ajuda adicional a uma alimentação saudável e exercício.

Invista num bom creme adelgaçante próprio para dar firmeza à região da barriga e coloque depois do banho fazendo massagens circulares.


4. Drenagem linfática

Fazer drenagem linfática na região da barriga é uma excelente forma de ajudar a diminuir o inchaço e a retenção de liquidos nesta zona.

Vai também ajudar a aumentar os bons efeitos do exercício físico pois o corpo irá eliminar toxinas e gordura extra mais facilmente.


5. Relaxe

Sabia que o stress é um dos principais ajudantes na acumulação de gordura no corpo?

Quando estamos stressadas entramos no "estado de sobrevivência" e o corpo tende a reter tudo, incluindo gordura.

E é muito fácil ficar stressada num pós-parto pois a vida muda radicalmente com um bebé nos braços e há mil e uma coisas para fazer.

Mas, se possível diariamente, tire tempo para si mesma. Para tomar um banho de sais, ler o seu livro preferido, fazer uma sessão de meditação, etc.

Ao baixar os seus níveis de stress vai sair desse "estado de sobrevivência" e ajudar o corpo a eliminar os excessos.

As 4 Principais Razões Porque Pode Usar Cinta Pós-Parto

Usar ou não usar cinta pós-parto (também chamada de cinta modeladora), é uma das grandes questões de qualquer grávida.

E as respostas são inúmeras e todas diferentes. Há quem defenda a utilização com unhas e dentes, há quem diga que não é necessário e que até pode atrasar a recuperação, há quem diga que só se deve usar se teve parto por cesariana, etc.

Ou seja, é muto fácil ficar extremamente confusa e não fazer idéia do que fazer.

Para a ajudar a decidir, em 1º lugar é importante falar com o seu médico e saber a sua opinião.

Mas para a ajudar ainda mais, dizemos-lhe neste artigo as 5 principais razões porque pode usar cinta pós-parto. E dizemos "pode" e não "deve", pois acreditamos que não é obrigatório o uso e cada mulher é diferente.

Portanto, leia estas razões e esperamos que este artigo ajude a que possa tomar a sua decisão.


1. Ajuda a reorganizar os orgãos internos

Mutios médicos recomendam o uso da cinta pós-parto pois ajuda a reorganizar os orgãos da mulher, principalmente depois duma cesariana.

Ajuda também a diminuir o inchaço e ajuda a dar mais segurança à mulher para se movimentar, conduzir, ou fazer exercício.

E também ajuda a evitar aquela sensação não muito agradável de se ter os orgãos internos a "nadar lá dentro".

No entanto, não é recomendável que se use muito apertada ou o tempo todo.





2. Suporte lombar

Tal como na gravidez, o uso da cinta no pós-parto também ajuda a dar apoio lombar, principalmente se a mulher ficar com a chamada "barriga de avental" depois duma cesariana, ou ter ganho bastante peso na gravidez.

Ajuda nas tarefas diárias com o bebé, nas tarefas da casa ou quando fizer exercício, até fortalecer a musculatura lombar.


3. Suporte Abdominal

Tal como o suporte lombar, a cinta também ajuda a suportar os músculos abdominais que podem ter ficado mais enfraquecidos durante a gravidez.

Isto é especialmente importante depois duma cesariana e se o músculo abdominal foi cortado, pois a recuperação será mais lenta que num parto normal.

Mas e novamente, não é recomendado o uso da cinta para este fim o tempo todo ou muito apertada, pois a musculatura abdominal também terá de fazer algum esforço para voltar ao normal.


4. Suporte Emocional

Grande parte das mulehres que usam cinta pós-parto não o fazem por questões físicas mas sim por questões emocionais, e muitas vezes isto não é referido em lado nenhum.

O choque de ver o corpo muito diferente depois duma gravidez e parto pode ter um impacto emocional muito grande na mulher, principalmente no 1º mês juntamente com o chamado "baby blues".

Assim, a cinta pode proporcionar algum "conforto" emocional e psicológico, de se sentir mais segura e mais firmeza na região abdominal, e também que está ativamente a fazer algo para recuperar a forma (mesmo quando os abdominais e exercício intenso não são permitidos).